Força (fotopoema)

Uma das coisas que me inspirou a criar essa série, uns anos atrás, foi exatamente encontrar a beleza e a força nas coisas simples, ou seja, ver o mundo de uma forma um pouco diferente. Falam muito em como a tecnologia nos separa das pessoas e do mundo concreto, mas acho que o problema não está na tecnologia em si: está em como nós a usamos. Ter uma câmera no celular, por exemplo, me ajuda a prestar mais atenção numa flor num canto da calçada, em como a luz faz brilhar uma folha de árvore, no formato específico de uma nuvem num fim de tarde…

Uia, deu de blá blá blá. Aí vai, enfim, o fotopoema de hoje:

Nunca subestime a força daquilo que mais parece frágil.

 

Categorias: Fotopoemas

Deixe uma resposta